Artigos

PROJETO APATA

11/08/2017

PROJETO APATA



                                  (Amigos e Protetores de Todos os Animais)



 



OBJETIVO GERAL: Estimular junto às crianças da Educação Infantil e das Séries Iniciais da Rede Pública do município de Taió a vivência da acuidade com os animais e a promoção de ações de conscientização.



Objetivos Específicos:



·         Organizar palestras de conscientização;



·         Redigir com as crianças o GIBI APATA, com historinhas de resgate de animais vítimas de violência ou abandono;



·         Promover a CÃOMINHADA.



 



JUSTIFICATIVA



 



Ao se mencionar os direitos dos animais e, qual a importância de preservá-los, faz-se necessário pensar sobre o papel da sociedade na regulamentação do convívio e na contribuição para o relacionamento harmonioso e o bem-estar social, através das leis e das campanhas de conscientização.





Estas questões estão diretamente relacionadas e, dependendo da forma como o cidadão as encara, pode-se defendê-la pelos mais variados pontos de vista, ressaltando a necessidade de um ordenamento jurídico que proteja não somente as espécies animais domésticas, como também as selvagens.



O debate sobre a importância da preservação das espécies animais cresceu de maneira exponencial, a partir da segunda metade do século XX, fruto da conscientização de parte da humanidade em relação à extinção das principais espécies. Deve-se ter em mente que, além de uma simples preocupação ecológica, a proteção de espécies animais também incide fortemente no equilíbrio da sociedade.





O que diferencia a ação humana das ações dos animais é que se teve a capacidade de criar leis que permitiram controlar e mediar os instintos. É notório que não se chega ainda a um status perfeito de proteção ao animal, mas com o crescimento da violência e da miséria nos grandes centros urbanos, sente-se que grande parte da população prefere ter um animal em casa a quem dedicam muito carinho e atenção, recebendo como recompensa um amor sincero e fiel, que muitas das vezes funciona até como terapia, porque já está provado que ter um animal de estimação faz bem à saúde.





Apesar de estar comprovado que algumas espécies possuem uma inteligência fora do comum e, inclusive, alguns cachorros que vivem dentro de casa podem ser considerados da família, deve-se ter em mente que eles não têm a capacidade de criar um ordenamento e um sistema de proteção de direitos que o ser humano criou. Portanto, essa proteção aos direitos dos animais virá do seio da sociedade humana e de todas as instituições e formas de ordenamento que o Homem é capaz de elaborar, garantindo aos animais ter uma condição digna de vida.





A questão imediata que surge desta reflexão é a seguinte: se os humanos têm direitos, os animais também devem ter direitos respeitados. Todos os animais merecem viver de acordo com sua própria natureza, livres de serem feridos, abusados e explorados pelas mãos humanas. Os animais têm o direto de serem livres da crueldade e da exploração humana, merecem ser valorizados e muito amados.





Para que cada vez mais pessoas se interessem pela Causa dos Animais, o IOBV criou a APATA (Amigos e Protetores de Todos os Animais) com o intuito de fomentar ações entre as crianças, colaborando para a construção de uma sociedade em que o respeito a todos os animais seja imperante.



CRONOLOGIA:



 







































Junho



Julho



Agosto



Setembro



Outubro



Novembro



Organização



Palestra



Palestra



Elaboração do Gibi



Palestra



Palestra



Leitura



Leitura



Palestra



Seleção das melhores histórias



Cãominhada



Palestra



Redação do Projeto



Capacitação dos Formadores



Palestra



Correção



Formatação



Lançamento do Gibi




Fonte: Elaborado pelo IOBV em junho de 2015.



 



METODOLOGIA



O projeto APATA, primeiramente, mapeará todas as Escolas Públicas e Centros de Educação Infantil do município de Taió. Após o levantamento do número de turmas e alunos, entrará em contato com formadores para ministrarem a palestra: Cuidando dos Animais.



Dentre as escolas atendidas na formação, algumas crianças serão escolhidas para serem propagadoras da ideia, tornando-se também formadoras. Estes novos formadores serão acolhidos e subsidiados de informações pelo IOBV, que não quer recolher animais ou virar referência para adoção de espécies, mas fomentar a vivência harmônica com os animais, estimulando o cuidado e a proteção.



A terceira ação será o concurso de histórias em quadrinhos, em que os vinte melhores redatores terão seus textos publicados no GIBI APATA. Serão confeccionados e impressos pelo instituto mil exemplares deste gibi, o qual será entregue às crianças para disseminarem esta ideia.



E a última ação deste projeto será a CÃOMINHADA, em que os estudantes percorrerão as principais ruas do município de Taió, levando seu PET, faixas, cartazes e a consciência de que o respeito aos animais é sinal de desenvolvimento.



 



AVALIAÇÃO:



A avaliação do projeto será feita a cada nova etapa, no intuito de aparar arestas e fazer com que os animais sejam os grandes beneficiados desta iniciativa.



 



Referências:



DIAS, Edna Cardozo. Tutela jurídica dos animais. Mandamentos. Belo Horizonte: 2014.



LEVAI, Laerte Fernando. Direito dos animais. Campos do Jordão: Mantiqueira, 2011.